domingo, 28 de março de 2010

Isso vai passar.

Esse aperto no peito vai afrouxar enquanto você for se distraindo, seguindo pela vida e pelos braços de outros amores, oferecendo um pedacinho de sua dor e ilusão, em troca do amor recebido, mas que você não correspondeu.

E vai passar tão rápido que não dará tempo de colecionar lembranças, para depois ter que provar aquela sensação amarga de conforto e agonia que a nostalgia traz.

Aquele nó na garganta, que dá quando se engole o choro, vai desatar, porque não existirão mais caquinhos para catar do amor que você deixou ruir e quebrar nas suas mãos.

E, assim, você vai continuar, embolando-se em sentimentos e lençóis alheios, só para não mais sentir tudo isso que você está sentindo agora, enquanto eu digo que chegou o fim.

2 comentários:

  1. Que bom , voce voltou a escrever!!!!!Adorei so espero que seja ficção!!!!Beijos

    ResponderExcluir